Microdados - Prova São Paulo

A Prova São Paulo foi criada em 2007, a partir da necessidade de avaliar os estudantes do Ensino Fundamental de maneira sistemática, obtendo os resultados anualmente e, ampliar a avaliação realizada pelo SAEB, integrando assim no escopo da avaliação os anos/série que não são avaliados pelo SAEB.

A Prova São Paulo desde 2007 até 2012 avaliou de maneira censitária os alunos das 2ª, 4ª, 6ª e 8ª séries e, de maneira amostral os alunos das 3ª, 5ª e 7ª séries. No período entre 2013 e 2016 não houve aplicações, sendo retomadas em 2017, avaliando censitariamente os estudantes dos 3º, 5º, 7º e 9º anos e, de maneira amostral os estudantes dos 4º, 6º e 8º anos. Considerando a metodologia utilizada existe a possibilidade de acompanhar o rendimento dos estudantes ao longo do Ensino Fundamental, observando assim, os avanços individuais, das Escolas, Diretorias de Educação e Secretaria de Educação.

Os resultados são produzidos a partir da aferição das habilidades e competências propostas nos currículos para serem desenvolvidas pelos estudantes em determinada etapa da educação formal. Como os currículos são muito extensos, um estudante não responde a todas as habilidades neles previstas, em uma única prova. Assim, um conjunto de estudantes responde a várias provas.

A metodologia utilizada permite que se compare o desempenho na prova com os resultados obtidos na Prova Brasil, assim como comparações diversas de resultados da Rede, Diretoria Regional, Escola, Turmas e estudantes ao longo do tempo.

É importante ressaltar que a Prova São Paulo não divulga resultados de estudantes de maneira a permitir sua identificação. É possível, no entanto, realizar o cruzamento de dados (via código protegido do aluno aqui disponibilizado) com os Microdados de Matrículas, também inseridos por SME neste Portal de Dados Abertos.

A Prova São Paulo adota o marco teórico e os mesmos procedimentos e técnicas do Sistema Nacional de Avaliação da Educação Básica (Saeb), como, por exemplo: testes padronizados para medir o que os estudantes demonstram saber e são capazes de fazer nas áreas de conhecimento; padronização dos trabalhos de campo; uso da Teoria de Resposta ao Item e de Escalas de Proficiência para análise de dados e apresentação de resultados.

Este conjunto de dados apresenta os resultados do ano de 2017 e 2018, como início da divulgação de resultados pela SME. A partir de 2020 serão disponibilizados na medida em que concluídos, os microdados relativos aos anos anteriores (2007 - 2016).

A partir de 2020, a atualização das avaliações será anual, no mês de novembro, dos dados do ano imediatamente anterior.

Dados e recursos

Informações Adicionais

Campo Valor
Fonte SME_COPED/Núcleo Técnico de Avaliação
Mantenedor SME_COTAC
Última Atualização 27 de Novembro de 2019, 19:00
Criado 5 de Dezembro de 2015, 17:27
Periodicidade de Atualização: Anual, no mês de novembro